A integração continental pelo narcotráfico.

  • Argemiro Procópio

Resumen

A contaminação da sociedade pelo narcotráfico nos centros urbanos de médio e pequeno porte em quase todos os países do Mercosul prova que as drogas não estão concentradas, como nos anos 1970 e 1980, nas capitais ou exclusivamente em cidades fronteiriças da Bolívia, do Paraguai, do Peru e da Colômbia. Nas cidades do interior, na maior parte dos casos, o preço dos narcóticos é substantivamente inferior e de melhor qualidade. Sabe-se que o grau de pureza da cocaína distribuída em espaços sociais transfronteiriços é maior do que daquela consumida em Buenos Aires, Rio de Janeiro ou Montevidéu. Tanto isso é verdade que, hoje, levas de dependentes residentes nos grandes centros abastecem-se nas cidades do interior, aproveitando-se de festividades religiosas, como Natal e Páscoa, entre outros.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Cómo citar
Procópio, A. (1). A integração continental pelo narcotráfico. Relaciones Internacionales, 8(17). Recuperado a partir de https://revistas.unlp.edu.ar/RRII-IRI/article/view/1701
Sección
Estudios